Criando um Storage para seu Cluster Hyper-V com o FreeNAS – Parte 2

Continuando nosso artigo de como criar um Storage para seu Cluster de Alta Disponibilidade (Failover) do Hyper-V usando o FreeNAS, vamos agora ensinar passo a passo como Configurar o FreeNAS tanto para seu funcionamento geral tanto como para ser um Storage NAS iSCSI.

Vamos configurar em resumo os seguintes aspectos do FreeNAS:

  • Idioma
  • Timezone
  • Horário
  • Host Name
  • Domínio
  • Gateway
  • Servidor DNS
  • Interface de redes e IPs
  • Discos e Volumes de Armazenamento
  • Serviços de Compartilhamento iSCSI

Idioma e Timezone

Inicialmente vamos configurar o básico do nosso servidor de armazenamento. Após logar no servidor via sua interface Web vá em: System > General. Nessa tela configure as seguintes opções:

  • Language: Brazilian Portuguese
  • Timezone: America / São Paulo

Clique em “Save”.

Configuração de Idioma e Timezone

Configurar horário

Para configurar o horário vá em: System > NTP Servers e verifique se a seguinte configuração é apresentada:

  • 0.freebsd.pool.ntp.org
  • 1.freebsd.pool.ntp.org
  • 2.freebsd.pool.ntp.org
Configuração de Servidores NTP

Configurar Hostname, Domínio, Gateway e DNS

Para configurar as informações de Hostname e Domínio do seu servidor de armazenamento FreeNAS vá em Network > Global Configuration e altere os seguintes parametros:

  • hostname: nomedoseuservidor
  • Dominio: fqdndodominio.com
  • IPv4 Default Gateway: Endereço IP do seu roteador de internet
  • Nameserver 1: Servidor DNS primário
  • Nameserver 2: Servidor DNS secundário
  • Nameserver 3: Servidor DNS terciário
Configuração básica de rede

Interfaces de rede e IPs

Esse passo é o que demanda um pouco mais de atenção, para ele vale lembrar no nosso primeiro artigo da série, Planejando um Cluster de Alta Disponibilidade (Failover) Hyper-V como foi planejado nossa faixa de endereçamento:

  • Gerenciamento: 192.168.1.1/24
  • Live Migration: 192.168.10.1/24
  • CSV: 192.168.20.1/24
  • iSCSI 1: 192.168.30.1/24
  • iSCSI 2: 192.168.40.1/24

Bom com isso em mente, como o servidor do FreeNAS tem que acessar basicamente a rede “Gerenciamento” que é nossa rede base, e as redes iSCSI 1 e iSCSI 2, temos que configurar pelo menos 3 adaptadores, cada um em uma subrede. Voçe pode escolher os endereços que quiser, mas eu gosto do final 250 para meu servidor de armazenamento. Então no meu servidor de armazenamento FreeNAS vamos ter 3 interfaces nomeadas e configurardas da sequinte forma:

  • Gerenciamento: 192.168.1.250/24
  • iSCSI 1: 192.168.30.250
  • iSCSI 2: 192.168.40.250

Para configurar essas interfaces no FreeNAS vá em Network > Interfaces > Add e configure as seguintes opções:

  • NIC: Escolha a placa de rede a ser configurada
  • Interface Name: Nome da Interface
  • IPv4 Address: Endereço IP da interface
  • IPv4 Netmask: Mascara de rede no formato CIDR (ex.: 24)
  • Options: Nas interfaces iSCSI coloque MTU=9000, na interface de gerenciamento deixe em branco.

Essa ultima opção pode causar um pouco de estranhamento para quem não está familiarizado com o conceito de Jumbo Frames. Basicamente eu estou dizendo a interface de rede que o pacote padrão de dados é de 9000 bits e não o padrão de 4500 bits. Isso é que na infra estrutura fisica chamamos de Jumbo Frame, um quadro ethernet maior. A principal funcão desse quadro maior é diminuir o overhead em redes que trafegam grande volumes de dados por quadro, maior que 4500 bits, o que é extremamente comum em redes iSCSI. Com isso diminuimos a quantidade de cabeçalho na rede (overhead) utilizamos melhor o pacote e temos um trougthput maior sem ter que mudar nada na rede fisica.

Na rede de gerenciamento não vale a pena fazer essa mudança, pois o ganho para protocolos normais não é tão grande, mas em redes iSCSI podemos as vezes ter um ganho de até 15% em desempenho em alguns casos. Mas lembre-se, antes de habilitar os Jumbo Frames, tenha certeza que o Switch suporte esse tipo de pacote, as vezes será necessário mudar uma configuração no Switch para suportar os Jumbo Frames.

Configuração de Interface de Rede
Interfaces de rede configuradas

Configuração de Disco e Volumes de Armazenamento

Como estamos em um ambiente de testes vou configurar nesse servidor de armazenamento FreeNAS 4 discos rigidos no que chamamos de RAID 10, mas essa configuração é livre, dependendo apenas de quantos discos você tem, de quanto de espaço você precisa, qual o nível de desempenho aceitável e qual a segurança. É tido como certo no mercado que o RAID 10 é o sistema que garante o melhor dos dois mundos, entre segurança e desempenho, pois é sabido também que segurança é desemenho são coisas que normalmente correm em mãos inversas. Faça uma busca na internet nobre níveis de RAID, veja o que melhor se aplica no seu caso e use, ou até mesmo não use nenhum caso você tenha apenas um disco.

Para configurar os Discos e os Volumes de Armazenamento no seu servidor de armazenamento FreeNAS vá em Storage > Pools > New Pool e siga o assistente conforme as imagens abaixo:

Clique em Create a New Pool
De um nome ao Pool, selecione os discos que vão integrar o Pool e clique na seta para direita, selecione novamente os discos membros do Pool e escolha o modelo de RAID, no meu caso Raid-z2, depois clique em Create

Após isso o seu Pool de Armazenamento estará criado e disponível para ser usado.

Pool de Armazenamento Criado

Configurar serviço de compartilhamento iSCSI

Agora basta configurar o seu servidor de armazenamento FreeNAS para compartilhar o Pool de armazenamento via iSCSI. Mas antes vamos lembrar que no nosso artigo Planejando um Cluster de Alta Disponibilidade (Failover) Hyper-V vimos que um Cluster Hyper-V usando armazenamento compartilhado precisa de no minimo duas unidades de armazenamento, uma para o Quorum com apenas 500MB e o resto do armazenamento para os dados do cluster. Com isso em mente vamos criar o armazenamento.

Para configurar o serviço de compartilhamento iSCSI no FreeNAS vá em Sharing > Block (iSCSI). Lá temos várias abas a configurar conforme os prints abaixo:

Coloque o Base Name do seu servidor de armazenamento FreeNAS, recomendo algo no padrão iqn.AAAA.MM.br.com.dominio.servidor onde AAAA é o ano, MM o mês com 2 dígitos. Mas esse nome é livre e inclusive pode ser deixado no padrão. Cligue em “SAVE”
Clique em “ENABLE SERVICE”

Depois clique em Portals > Add

Adicione um comentário para lembrar qual Portal está adicionando, e adicione os dois IPs das interfaces iSCSI 1 e 2, depois clique em “SAVE”
Portais criados

Para adicionar os Initiators é bem simples, clique em Initiators > Add > SAVE. Nenhum segredo nesse ponto. Você pode limitar as redes que podem conectar no seu iSCSI e inclusive adicionar autenticação no portal, mas para nosso laboratório vamos simplificar esse passo.

Initiators configurados

Após vamos configurar os targets, vá em Targets > Add.

Coloque um nome para o target, escolhe o ID do portal e o id do initiator. Clique em “SAVE”

Vamos configurar os Extents, os Extents são basicamente os armazenamentos a serem compartilhados, é aqui que vamos criar o armazenamento de 500MB para o Quorum do Cluster e o Armazenamento geral para o resto. Para isso vá em Extents > Add

Extent para o Quorum, de um nome, escolha File, percorra o caminho até o Pool criado (no meu caso /mnt/storage01/quorum), determine o tamanho e o % de aviso de disco cheio.

Extent para o Quorum, de um nome, escolha File, percorra o caminho até o Pool criado (no meu caso /mnt/storage01/dados), determine o tamanho e o % de aviso de disco cheio.

Por último vamos associar um Extent a um LUN (Associated Target), de maneira simples, estamos finalmente criando o disco de rede que o servidor Hyper-V vai exergar. Essa configuração também é bem simples, vá em Associated Target > Add

LUN 0 (Quorum)
LUN 1 (Dados)

Pronto, com isso finalizamos a configuração do nosso servidor de armazenamento FreeNAS para um Cluster de Alta Disponibilidade (Failover) Hyper-V. No próximo artigo vou mostrar como configurar o Hyper-V, desde adicionar ao domínio até conectar ao FreeNAS.