NextCast 29: Menos Lumias é mais?

NextCast 29: Menos Lumais é mais

NextCast 29: Menos Lumais é mais

Na semana passada Satya Nadella anunciou um novo corte, que englobou cerca de 7.800 funcionários da Microsoft, em sua maioria do setor de mobile, e também uma diminuição da quantidade de aparelhos da linha Lumia.

Nesta volta do NextCast falamos sobre esse assunto. Afinal, você prefere um portfólio de 20 Lumias no mercado ou uma linha mais enxuta? Ouça e deixe seus comentários!

Participação de Brunno Pleffken, Fábio Teixeira e Filipe Machado

NextCast 29: Menos Lumias é mais? by Vnextbr on Mixcloud

Download do arquivo MP3: NextCast 29: Menos é mais

  • 00:00:00 Introdução
  • 00:01:40 Emails e comentários
  • 00:18:00 O Game of Thrones na Microsoft
  • 00:33:00 Menos Lumias é mais?
  • 01:04:45 Contatos

Comentados no programa

Informações Adicionais 

Músicas do Podcast

Edição

3 Comentários
  1. Willguevara 2 anos atrás

    Gostei muito do Vnext. Acredito que a Microsoft precisa sim enxugar um pouco sua linha de aparelhos e se for preciso mudar a nomenclatura atual, pois usando apenas números acaba confundindo o usuário comum de qual é o melhor ou mais atual.

    Sobre a quantidade, os 6 supostos devem ser o bastante para os 3 nichos que a Microsoft deseja atuar, resumidamente eu espero um aparelho comum e uma versão XL dele para cada grupo. Por mais que eu gostei do Lumia 1020, não acho que a Microsoft ira fazer mais um câmeraphone, prefiro que a supercamera esteja integrada ao top principal, do que criar 2 tops, onde um tem uma câmera boa e o outro uma “comum”.

  2. Rogério Calsavara 2 anos atrás

    Saudações Nextcastianos!

    Muito bom o programa apesar da inutilidade do tema principal. Qualquer pessoa com um mínimo de informação sabe que a estratégia de inundar o mercado com centenas e centenas de modelos de Lumias diferentes é o correto e que se o Sr. Nutela realmente enxugar o portfólio estará dando um tiro no pé. E o principal argumento, que não há como refutar, é que o Fábio está sempre certo. E se ele diz que tem que ter um monte de modelos de Lumias é porque tem mesmo. Me estranha muito que o Felipe e o Bruno ainda cometam esse erro de não concordar com o Fábio. Todos nós erramos, mas insistir no mesmo erro aí já é só pra fazer birra…

    Mas brincadeiras à parte, eu realmente concordo com o Fábio. Entendo os argumentos do Felipe e do Bruno e eles estão certos quanto às vantagens de se ter um portfólio com poucos modelos, porém, entretanto, todavia, a Microsoft precisa desesperadamente ganhar mercado, ainda que a custa de amargar prejuízos para isso. No mercado mobile a Microsoft é como aquelas startups que gastam milhões e milhões para crescer e muitas vezes nem sabem como ganhar dinheiro com o que tem. O importante é crescer, crescer e crescer e depois que estiver dominando é que eles vão ver como ganhar dinheiro com aquilo. E a Microsoft tem a vantagem de já saber muito bem como ganhar dinheiro com o que tem, mas para isso precisam ter pelo menos o triplo de participação de mercado que tem hoje no mercado móvel.

    Para diminuir os problemas apontados pelo Felipe e o Bruno de se manter uma linha tão grande de modelos, pelo menos quanto a propaganda há uma solução, que é fazer marketing pesado não nos Lumias, mas no Windows Phone. Assim como o consumidor não sabe direito qual modelo de Android vai comprar, mas faz questão de que seja um Android, o importante é que o consumidor tenha na cabeça que o Windows Phone é o melhor sistema móvel e que ele precisa disso! O modelo ele vê na hora. Assim também abre espaço para as outras marcas entrarem nesse mercado, afinal se o importante para o consumidor é que seja Windows, pode ser um LG, um Motorola, um Sony, etc.

    Até a próxima e espero que seja ainda em 2015!

Envie uma Resposta

©2017 vNext. Todos os direitos reservados.

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account